Vigilância Epidemiológica

Preventiva

Vigilância Epidemiológica → Vigilância da Saúde → Epidemiologia/Doenças (fatores de risco para prevenir doenças transmissíveis e não transmissíveis)

Vigilância Sanitária → Produtos/Consumo

Vigitel → Vigilância Epidemiológica por telefone → liga para amostra de pacientes

Transmissíveis → importante para prova

Quem executa a vigilia? Municípios

  • Coleta de dados para ações de prevenção e controle

  • Não é coleta ativa (recebe os dados) → parte para investigação

  • Notificações:

    • Laboratórios

    • Sistema Nacional de informações

    • Imprensa (não deveria ser)

Notificações:

  • comunica um agravo à autoridade de saúde

  • quem? Qualquer cidadão (todos)

  • Obrigação: profissional de saúde

  • Notificar → não precisa ter diagnóstico (confirmação)

  • Qualquer suspeita deve ser notificada (por qualquer cidadão)

  • NOTIFICAÇÃO → SUSPEITA, QUALQUER CIDADÃO

  • Semanais

  • se não houver doença no período → notificação negativa (semanal também) = importante

  • Notificar o que vejo e não vejo

  • Sigilosa (notificação) desde que não haja risco para comunidade → sempre respeitando o anonimato dos cidadãos (ex.: gripe asiática, H1N1→ se outra pessoa morrer e souber quem foi o foco podem querer agredi-lo numa cidade pequena por exemplo)

  • Vigilância da Saúde tem poder de bloquear entrada e saída de uma cidade

    • Ex.: Navio em quarentena no carnaval

  • O que deve ser notificado?

    • Suspeita de doenças determinadas pela OMS, país, estado, município

    • Surtos, agravos, óbito desconhecido

  • CPF – Cólera, Peste, Febre Amarela

  • Poliomielite (extinta no Brasil e maioria dos países)

  • Varíola (extinta no Brasil e maioria dos países)

  • SARA – Síndrome da Angustia Respiratória Aguda

    • pneumonia coronavírus (gripe asiática) e Influenza (Gripe Aviária H5N1)

  • Internacionais (OMS) – VIPS – Varíola, Influenza, Pólio e SARA

    • risco de transmissão internacional ou evento inesperado

  • Como é feita a Notificação

    • Imediata (24h) – 24h para notificar (qualquer pessoa) + 24h para providências (investigação → município) = 48h

    • normalmente é semanal

  • Doenças podem ser incluídas nos estados e/ou municípios, não podem retirar nada da lista, somente pode-se acrescentar.

  • Notificação Compulsória – 45 doenças do Ministério da Saúde

    • VIPS

      • Varíola

      • Influenza Humana

      • Pólio (Paralisia Flascida Aguda) – lesão 2º neurônio motor

      • SARS

    • Vacinas MS

      • Tuberculose

      • Hepatites Virais (A,B,C,D,E)

      • Difteria

      • Tétano

      • coqueluche

      • Meningite por Hemophylos

      • Todas outras meningites

      • Doença meningococos

      • Rotavírus – unidades especiais – sentinela

      • Diarreia – unidades especiais – sentinela

      • Pneumonia – unidades especiais – sentinela

      • Febre Amarela

      • Sarampo

      • Rubéola

      • Caxumba não para MS, RS sim!!! X de caxumba não

      • Eventos adversos pós vacinais

    • Síndromes Febris

      • Dengue

      • Febre Amarela

      • Leptospirose

      • Hantavírus

      • Febre Tifóide

      • Febre Maculosa

      • Febre do Nilo Ocidental → nunca houve um caso no Brasil (meningo encefalite)

      • Leishmaniose

      • Malária

    • Endêmicas

      • Hanseníase

      • Esquistossomose (banho açude)

      • Chagas Agudo (não crônico – esôfago, cólon)

        • hoje principal forma contágio no Brasil é Açaí via Oral

        • Barbeiro não ocorre mais

      • Acidentes de trabalho – não é acidente de transito

    • Terrorismo

      • Botulismo (palmito, mortadela)

      • Antraz (carbúnculo antraz)

      • Tularemia → terrorismo, não existe no Brasil

      • Violência Doméstica

      • Violência Sexual

    • Bichos Loucos

      • Vaca Louca → Creutzfeldt-Jacob

      • Peste → pulga louca

      • Animais peçonhentos → cobra, aranha

      • Toxoplasmose → gato, cordeiro, congênita (gestante), não serve paciente normal, unidades sentinelas

    • Raiva

    • Intoxicação Exógena

      • Agrotóxicos

      • metais pesados

      • gases tóxicos

    • Si

      • Sinistra colera

      • sífilis

      • SIDA (HIV só entra gestante e casos de transmissão vertical)

      • Síndrome febril ictero-hemorrágica

      • SARS

      • Sindrome corrimento uretral masculino

    • Unidades Sentinelas

      • Toxoplasmose

      • pneumonia

      • diarreia

  • BESTEIRAS

    • Bichos loucos

    • Endêmicas

    • Síndromes febris

    • Terrorismo

    • Exogenas

    • Internacionais

    • Raiva

    • Anticorpo

    • Si

  • Principais pegadinhas:

    • Acidente de trânsito não é compulsória

    • Varicela não é compulsória

    • Varíola é compulsória

  • Imediatas

  • IMEDIATA

    • Internacionais (VIPS)

    • Mata todos – Raiva

    • Estudiosas

    • Decora Se Der

    • Internacionais Antigas (CPF)

    • A mais sem noção (Febre do Nilo)

    • Terrorismo

    • Hantavírus/Alimentos

  • Leptospirose não é imediata

O processo Endêmico

  • Epidemeion = Visitas

  • Endemeion = Habita

  • Não depende do número de casos

  • Depende do padrão esperado

  • Variação sazonal/Variação cíclica

  • como foi o comportamento da doença nos anos anteriores

  • Confirmação da doença = SINAN

  • Estudo ecológico (série temporal/histórica) 10 anos

  • Diagrama/Gráfico de controle (media de doentes novos, incidência)

  • Incidência Média

    • Incidência Máxima + 2 desvios padrão

    • Incidência Mínima -2 desvios padrão

  • Dentro dos valores máximo e mínimo → normal/habitual/endêmico

  • Limite superior → limite epidêmico

  • Epidemia → acima do limite endêmico

  • Variação do número de novos casos dentro do limite endêmico = endemia

  • Variação do número de casos novos acima do limite endêmico = epidemia

  • Decréscimo endêmico ou erradicada = abaixo da incidência mínima ou zero casos

  • Egressão epidêmica = duração

  • Aumento egressão = progressão epidêmica

  • Diminui egressão = regressão epidêmica

  • Sarampo 1 caso = epidemia

  • Varíola 1 caso = epidemia

  • Endemia = dentro do padrão esperado

  • Epidemia = acima do padrão esperado

  • Quanto a geografia

    • Localizada = surto ou rápida. Exemplo: quartel, escola, creche, condomínio, relação entre pacientes, concentrado

    • Pandemia = Ampla, vários países, mais de 1 continente

  • Velocidade ou progressão (não é regressão ou duração)

    • Não é duração da doença e sim a rapidez de propagação.

    • Rápida → explosiva ou maciça → fonte comum (ar, água, alimento)

    • Lenta → progressiva ou propagada

      • pessoa-pessoa → DST, BK, Sexual, respiratória

      • vetores → dengue, febre amarela, mosquitos

    • Gráficos

Saúde do Trabalhador

  • Acidente de Trabalho

    • lesão, doença ou morte, redução temporária ou permanente dias trabalho

  • Informal também entra estatística → forma e Formal

  • Relação com trabalho ou Sindicato

  • Típicos ou de Trajeto

  • Notificação Compulsória

  • Informais → compulsória

  • Formais → CAT + Compulsória

  • CAT → obrigação da empresa, se fatal deve ser imediata

  • Quem atende o trabalhador? SUS

  • Doença degenerativa, endêmica e que não incapacitem não serão consideradas acidentes

  • Doenças → Classificação de Shilling → mais cai em prova

    • I – trabalho é a causa – pneumoconiose, benzenismo

    • II – o trabalho é fator de risco – HAS, Câncer, doença coronariana, osteomuscular

    • III – o trabalho é um agravante – asma, dermatite contato

  • Pneumoconiose – doença pulmonar relacionada ao trabalho, restritiva

    • deposição de partículas no parênquima → fibrose

    • Silicose (+comum) ~ Quartzo

      • Sílica cristalina <10µm, relacionado à dose (exposição)

      • Poeira Inorgânica (jateamento, pedreira, lixamento)

      • Clínica é assintomática até fibrose ocorrer

      • Fibrose nodular lóbulo superior é a mais comum

      • Linfonodos em casca de ovo “eggs shell” ~ cisto mucinoso pâncreas (seroso é calcificação central [melhor prognóstico que mucinoso])

      • Diagnóstico: Rx tórax + história ocupacional

      • Sem tratamento, deve ter prevenção

      • Se alternativa com proteção coletiva ou EPI, coletiva é melhor (superior) → protege mais trabalhadores

      • predisposição à Tuberculose

    • Asbestose (amianto – asbesto)

      • comento, papeis especiais, caixa d’água, amianto

      • clínica: assintomáticos até fibrose difusa

      • diagnóstico: Rx tórax + história ocupacional

      • TTO: não há, deve-se prevenir

      • Asbesto → mesotelioma (câncer pulmão)

  • Perda Auditiva Induzida por Ruído (PAIR)

    • deve ser Crônica, exemplo britadeira

    • Bilateral

    • Perda neuro sensorial → irreversível

    • Não progride sem ruído

    • Progride com ruído

    • Lenta e progressiva

    • perda de frequências mais agudas (3,4,6kHz)

    • piora DM, medicamento ototóxico

    • Padrão em gota na audiometria

  • LER/DORT

    • Causa mais comum afastamento trabalho

    • mão e punho são locais mais frequentes acometidos

    • mulher + frequente

    • piora com frío e vibração

    • relacionado ao ritmo de trabalho, pressão por producão

    • movimentos repetitivos e monótonos

  • Benzeno

    • Atividade → Clínica

  • Mercúrio

  • Chumbo

  • Agrotóxicos

    • Organoclorados → não usa mais, muito tóxico SNC, acumulo no ambiente

    • Organofosforados (Carbamatos)

      • Inibe acetilcolinesterase → Síndrome colinérgica → Simpático e Parasimpático (primeiro neurônio do simpático funciona com acetilcolina)

      • Last and digere

      • Miose e Broncoconstrição

      • Carbamatos → veneno rato = chumbinho → inibição reversível

      • organofosforados → gás sabin → inibição irreversível (+grave)

      • também inibem esterases → neuropatia periférica

      • Intoxicação:

        • Suporte vida

        • impedir absorção ou facilitar excreção

          • carvão ativado

          • hidratação

          • bicarbonato

        • Antagonização → específico

      • TTO Antagonista (se medidas não funcionam)

        • Atropina ou pralidoxima

    • Piretróides → Usados dedetização → irritação, alergia e neuropatia

Acidentes de trabalho

  • Incapacidade

    • temporária

      • até 15 dias → empregador paga salário

      • > 15d → INSS (perícia) → auxílio-doença 91% salário

    • permanente

      • parcial

        • diminui capacidade → auxílio acidente 50% salário

      • total

        • aposenta por invalidez → 100% salário

  • Morte → dependentes recebem pensão 100% salário