Resumo: Obstrução Intestinal

RESUMO: OBSTRUÇÃO INTESTINAL

Para baixar o resumo completo em .pdf, clique aqui.

PARADA NA ELIMINAÇÃO DE FEZES E GASES + DISTENSÃO + DOR

resumo obstrução intestinalObstrução intestinal por íleo biliar. “Sinal da pilha de moedas”.
  • FISIOPATOLOGIA E CLÍNICA
    • Parada da eliminação de fezes e gases (obstrução direta).
    • Obstrução aguda gera peristalse de luta => timbre metálico.
    • Dor em cólica pela peristalse aumentada.
    • Distensão por acúmulo a montante.
    • Se a obstrução for alta: vômito precoce.
    • Se baixa: isquemia / necrose / perfuração.
    • Se oclusão parcial: diarreia paradoxal.
  • OBSTRUÇÃO FUNCIONAL
    • Comprometimento da função motora.
    • CAUSAS
      • Íleo paralítico
        • Pós-operatório (íleo fisiológico) / drogas / distúrbios eletrolíticos (hipocalemia).
        • Tratamento: suporte (hidratação, SNG, eletrólitos).
      • Síndrome de Ogilvie (pseudo-obstrução colônica aguda)
        • Apenas cólon acometido.
        • Pacientes graves (sepse, IAM, trauma).
        • Tratamento: suporte + Prostigmine® (neostigmina) + avaliar colonoscopia descompressiva.
  • OBSTRUÇÃO MECÂNICA 
    • Barreira física.
    • LOCAIS
      • Delgado
        • Aderência (bridas): abordagens abdominais, hérnia, câncer, íleo biliar.
      • Cólon
        • Câncer, volvo (torção), divertículo.
        • Volvo de sigmoide: obstrução em alça fechada (dois pontos simultaneamente).
      • Infância
        • Intussuscepção, Ascaris lumbricoides, bezoar, hérnia.
    • INVESTIGAÇÃO 
      • Toque retal
        • Fezes, massa e fecaloma.
      • Radiografia
        • Rotina de abdômen agudo = incidência de tórax + abdômen (ortostase e decúbito).
          • Delgado: distensão central, pregas coniventes, aspecto de pilha de moedas.
          • Cólon: distensão periférica, haustrações colônicas.
          • Volvo de sigmoide: sinal do grão de café, sinal do U invertido, sinal do bico de pássaro (enema baritado).
    • TRATAMENTO
      • Suporte clínico: SNG, correção de distúrbio eletrolítico etc.
      • Observar obstrução parcial.
      • Avaliar cirurgia de imediato: estrangulamento, obstrução total etc.
      • Caso especial: volvo de sigmoide.
        • Não complicado
          • Descompressão endoscópica.
          • Evitar recidiva: sigmoidectomia.
        • Complicado (estrangulamento)
          • Cirurgia imediata (sigmoidectomia a Hartmann).
ÍLEO BILIAR 
  • FISIOPATOLOGIA
    • Colecistite aguda => fístula intestinal com passagem do cálculo => impacto ileocecal.
  • CLÍNICA 
    • Tríade de Rigler: pneumobilia + distensão de delgado + cálculo ectópico.
    • Síndrome de Bouveret: impacto em duodeno / piloro.
INTUSSUSCEPÇÃO INTESTINAL
  • Entre 3 meses e 6 anos de vida = CRIANÇAS.
  • Mais comum nos dois primeiros anos.
  • FISIOPATOLOGIA
    • Invaginação de uma alça intestinal.
    • Idiopática.
    • Eliminação de muco e sangue por descamação isquêmica da mucosa.
  • CLÍNICA 
    • Dor abdominal.
    • Fezes em geleia de framboesa.
    • Massa palpável em forma de salsicha.
    • Mais comum: válvula ileocecal.
  • DIAGNÓSTICO
    • Clínica.
    • Radiografia / USG / enema.
  • TRATAMENTO
    • Enema (mecânico).
    • Cirurgia.